Tag Archives: cloud computing

Byadmin_rs

Cloud computing pode ser sua aposta mais segura. Saiba o motivo

Casos recentes de crimes virtuais mostram que manter informações dentro de casa, em um único ambiente, pode não ser a melhor saída para guardar dados

Os profissionais mais tradicionais de TI dizem que uma empresa está mais segura quando cuida de seu data center dentro de casa. No entanto, ao lembrar das grandes violações de dados ao longo dos últimos dois anos, como Anthem, Sony Pictures, JPMorgan ou Target, todos mantinham seus data centers internos e não na nuvem.
 
De fato, se um serviço em nuvem tem controles adequados, pode ser mais seguro do que executar dados em seu data center. Amazon, Google, Salesforce e Box são especialistas no tema, afinal, uma falha pode ser devastadora para seus negócios.
 
David Cowan, que tem financiado empresas de segurança desde os anos 1990 para a Bessemer Venture Partners, disse para o portal TechCrunch que a maioria das empresas não pensa em segurança e a Sony Pictures não foi exceção. Segundo ele, a Sony Pictures tem uma empresa de tecnologia, mas seu core business são os filmes. Eles não pensam essencialmente sobre os dados e a segurança. 
 
Cowan diz que isso não significa necessariamente que as companhias estão mais seguras na nuvem, mas acredita que os provedores de cloud são mais maduros. Assim, para ele Google e Amazon são provavelmente mais seguros do que os datas centers tradicionais dentro de casa. Ele diz, no entanto, que o problema é que existem diferentes níveis de maturidade em toda a gama de serviços de nuvem.
 
Se você pensar sobre o que aconteceu com a Sony Pictures, cibercriminosos entraram no sistema porque era um único sistema e por isso tiveram acesso a e-mails, filmes etc. Mas se os dados estivessem distribuídos por vários serviços em nuvem, mesmo a violação de um serviço teria significado acessar apenas informações de um serviço.
 
Espalhar dados em vários lugares não compromete todo o armazenamento. É claro que nenhuma abordagem vai blindar totalmente cibercriminosos, especialmente porque há pessoas envolvidas. Phishing ou ataques de força bruta podem permitir que crackers mirem contas individuais, como aconteceu com a atriz Jennifer Lawrence, que teve fotos íntimas expostas na rede.
 
Os casos mostram que data centers privados são vulneráveis também, e ter seus dados no local não garante segurança. No momento, a nuvem pode oferecer a melhor esperança para empresas no momento, acreditam especialistas. 
Fonte: ITForum365
Byadmin_rs

Marketing Digital e Cloud Computing na prática

Muito se fala sobre o cloud computing, seus benefícios e atributos, mas pouco leio sobre seus casos práticos. Vamos falar então sobre o uso típico que uma agência digital faz dessa tecnologia.

Vou abordar dois cenários. O primeiro, mais abrangente, mostra a agência se beneficiando do cloud para atender suas necessidades internas. Esse caso se aplica a qualquer empresa de médio porte que não seja especializada em tecnologia, mas que precise dela no seu dia a dia (por isso decide terceirizar sua TI migrando para um provedor). Na segunda parte, falaremos do uso específico para o atendimento das demandas de seus clientes.

Uma agência digital de médio porte, antenada, usa o cloud tipicamente para uma ou mais das opções a seguir: para hospedagem do seu ERP, centralizando no cloud as informações financeiras e de controle do seu negócio; para armazenar propostas, apresentações, campanhas e projetos de seus clientes (ambiente conhecido como file server); para hospedar uma ferramenta de gerenciamento de projetos em Software as a Service (SaaS) usada em ambiente compartilhado pelos times de criação, atendimento, mídia e produção; em treinamentos; e obviamente no email.

Os benefícios de tirar todas estas ferramentas de dentro de casa, migrando para uma estrutura em nuvem são vários, destaco: mobilidade no acesso – qualquer colaborador pode acessar informações relevantes sem ter que estar fisicamente no escritório; segurança física dos dados ao migrá-los para um provedor competente – ficam em datacenters profissionais certificados, com acesso restrito e infraestrutura de ponta, garantido alta disponibilidade e possibilidade de contratar serviços de backup e redundância para armazenamento; além de tempo para focar no seu negócio.

Para o atendimento das necessidades de seus clientes, as agências digitais se beneficiam do cloud em pelo menos dois casos: para hospedagem de hotsites, suportando campanhas; e na hospedagem de aplicações, desenvolvidas para seus clientes, operadas pela agência, ou disponibilizadas por webservices.

Em ambos os casos, características do cloud como elasticidade, que permite o crescimento da capacidade de processamento de forma automatizada para absorver picos de demanda durante as campanhas, são essenciais. Por exemplo, no caso de uma campanha de TV, a cada “chamada” espera-se um crescimento exponencial do consumo de banda e recursos computacionais, que somente uma arquitetura bem montada em cloud, com escalabilidade horizontal e vertical, pode absorver.

Outro aspecto muito valorizado nesse mercado é a velocidade na contratação da infraestrutura. A dinâmica da propaganda e do mercado exige uma TI que responda muito rapidamente a demandas por infraestrutura, para um novo projeto que o cliente acaba de aprovar.

Toda empresa precisa de TI para aumentar sua produtividade, mas o ônus de ter que administrar essa complexidade não cabe no bolso da maior parte delas, por isso o modelo de terceirização em cloud cresce a taxas de dois dígitos por ano, e deve crescer mais forte ainda no Brasil nos próximos anos. Por ser um conceito baseado em software, permite a criação de servidores virtuais em prazos imbatíveis quando comparado a compra, entrega, comissão e ativação de servidores físicos.

Cada vez mais o marketing digital abocanha mercado na preferência dos anunciantes, por ser mais rápido, mensurável e barato que do que as mídias tradicionais. As empresas vêm orientando seus investimentos para ações de comunicação, usando a internet para divulgar e comercializar seus produtos, conquistar novos clientes e melhorar sua rede de relacionamentos. Em resumo, esse marketing digital agressivo que conhecemos hoje – que suporta o crescimento dos serviços âncora da internet, os mecanismos de busca e as redes sociais – não existiria sem o cloud.

Fonte: Canaltech